Transição Energética no Brasil


Desenvolvimento da narrativa de Transição Energética Brasileira

Instituto E+ Transição Energética

05/2020            [estudo E+]



 

Em um ambiente de profunda transformação, é importante que o Brasil desenvolva uma narrativa consistente para a sua transição energética, que possa ser utilizada como ativo geopolítico nas negociações internacionais comerciais e do clima. Sem uma narrativa própria, o país fica sujeito às narrativas internacionais, com interesses diversos, e pode perder oportunidades de agregar valor para a própria economia.

O Brasil pode sair na frente na corrida internacional da transformação energética da economia, pois já parte de uma matriz energética de baixo carbono e dispõe de significativos recursos de baixa (ou nula) emissão para a expansão, com complementariedades e economicamente competitivos. A utilização estratégica dos recursos será necessária para que o País se beneficie da transição energética, podendo reduzir o custo da energia com impactos positivos para o setor produtivo e sociedade em geral.


principais conclusões


1.O Brasil já parte de uma matriz elétrica predominantemente renovável e dispõe de abundantes e diversos recursos de baixo carbono, com complementariedades e economicamente competitivos.Para tirar o máximo benefício dessa transformação energética, o país precisa utilizar seus diversos recursos energéticos de maneira estratégica.


2.Num contexto mundial de mudanças climáticas, as decisões de cada país sobre suas políticas climáticas e energéticas têm efeito sobre os outros. Por isso, é importante que o Brasil desenvolva uma narrativa consistente para sua transição energética, que possa ser utilizada como ativo geopolítico nas negociações internacionais comerciais e do clima. Enquanto não tiver uma narrativa própria, o País fica sujeito às narrativas de outros.


3.Para o Instituto E+, a utilização dos recursos de maneira estratégica será fundamental para que o País se beneficie da transição energética, podendo reduzir o custo da energia com impactos positivos no setor produtivo e na sociedade em geral.


4.O ponto de partida da transição energética é um setor elétrico eficiente e renovável. Para criar um ambiente de mercado competitivo, capaz de integrar os diversos recursos disponíveis e se apropriar de seus benefícios sistêmicos, o marco regulatório do setor precisa ser modernizado.