02/2024

Brasil pode se tornar potência do aço verde, indica relatório do E3G 

Publicado por: emais
Categorias: Materiais de terceiros | Redes de interlocução

O Instituto E+ Transição Energética apoiou o E3G na elaboração do perfil do Brasil no relatório Raising ambition on steel decarbonisation: The 2023 E3G Steel Policy Scorecard. A contribuição do think tank brasileiro também destacou as condições de a indústria siderúrgica nacional contribuir na descarbonização do setor em termos globais.

No relatório, são destacados a grande disponibilidade de energia limpa e de minério de ferro brasileiros, que podem transformar o país numa potência do aço verde.

A liderança do Brasil no G20 pode nos ajudar nessa agenda, por meio do convencimento de outros países para que também participem desse processo.

Para tanto, o Brasil deve promover um ambiente interno propício à atração de investimentos voltados à produção siderúrgica de baixo carbono, estimular a criação de clubes de compras internacionais de seus produtos e estabelecer acordos comerciais nessa direção.

Essa visão do E+ tem sido defendida nas interlocuções com o governo brasileiro, no contexto do desenvolvimento do plano de metas de descarbonização da indústria. De acordo com o relatório, a transição do setor siderúrgico já está em andamento nos principais países do G7. Nesse sentido, nenhum deles está planejando adicionar novas plantas a base de carvão mineral, e vários estão desenvolvendo planos de transição.

Por outro lado, há falta de apoio público direcionado a uma mudança efetiva na capacidade instalada que atualmente opera com o combustível fóssil. Além disso, a eficiência e a circularidade dos materiais continuam sendo pouco exploradas.

Confira a íntegra do relatório no site do E3G.

CONTEÚDOS RELACIONADOS
Desafios para o hidrogênio contribuir com o desenvolvimento do Brasil Ver conteúdo
Webinar: estudo relaciona hidrogênio e desenvolvimento do país Ver conteúdo
Eficiência energética, um vetor da transição*  Ver conteúdo